Cachorro fica com osso preso na boca, precisa da ajuda dos bombeiros e se acalma com abraço de veterinária; vídeo

Cachorro fica com osso preso na boca, precisa da ajuda dos bombeiros e se acalma com abraço de veterinária; vídeo

Publicado em | 26 Jul 2022

Compartilhe:

Vídeo ganhou as redes sociais com a veterinária abraçando o cachorro para acalmá-lo durante o procedimento realizado pelo Corpo de Bombeiros. Veterinária abraça cachorro durante a retirada de osso preso na boca Um vídeo que circulou nas redes sociais emocionou internautas, mostrando uma veterinária abraçando um cão durante a retirada de um osso que ficou preso na mandíbula do animal. O caso aconteceu no sábado (26), na Zona Leste de Teresina. Lourena Paz é a profissional que aparece no vídeo, abraçando Floki, que pulou em seu colo para "mostrar" o osso preso na boca. O procedimento para remoção do osso durou três horas de muita tensão. A tutora do animal, Gheysa Moura, resolveu chamar a veterinária que faz atendimento exclusivo a domicílio. No primeiro momento, Lourena tentou tirar o osso manualmente, mas Floki reclamava de dor. Floki fica com osso preso na mandíbula na zona leste de Teresina Reprodução pessoal “Eu tentei tirar manualmente e estava muito preso, e o pior é que quando a gente mexia, doía porque estava prendendo num lado da bochecha e na língua, então qualquer movimento que a gente fizesse, ele ia sentir dor”, contou Lourena. Ela disse ainda, que apesar de dócil, o animal estava muito agitado e ficou arredio com a situação. Mesmo sedado, o osso não foi removido. “Ele ficou traumatizado depois da castração, então a gente não estava querendo tirar ele de casa. Quando eu vi que não ia conseguir, que o osso não saia do lugar, eu sedei, e mesmo sedando ele não deixava tocar, e o osso não saía do lugar manualmente”, continuou Lourena. Corpo de Bombeiros e abraço acolhedor Equipe do corpo de bombeiros, veterinária e cachorro após procedimento em Teresina Reprodução Pessoal O problema foi solucionado com a chegada do Corpo de Bombeiros e uma atitude acolhedora por parte de Lourena. Segundo ela, o cachorro foi novamente sedado para receber o atendimento dos bombeiros, mas ainda assim não permitia o contato, foi aí que Lourena resolveu abraçar Floki. “Mesmo sedado, ele queria morder, estava muito agitado, não ficava quieto e acabava que a situação ficava mais nervosa. Foi aí que eu resolvi botar ele nas minhas pernas, porque ele tinha que ficar muito quieto, porque o bombeiro falou que a serra serrava até ferro, então qualquer movimento errado, podia serrar a própria mandíbula. Aí eu coloquei ele nas minhas pernas e fiquei abraçando ele, pra ele se sentir acolhido”, lembrou. Apesar do acolhimento por parte da veterinária, a situação continuou tensa, pois o barulho da serra usada no procedimento incomodava o animal, mas segundo Lourena, após o abraço, Floki ficou confiante e permitiu o atendimento. “Aí Deus ajudou também ele a se sentir confiante, e deixar a gente ajudar, ele viu que a gente tava querendo ajudar, porque eu também tava preocupada com o barulho da serra do lado dele, que o cachorro tem a audição mais aguçada. Mas deu certo, mesmo com o barulho do lado, na hora que ele se sentiu acolhido com o abraço, ele relaxou e deixou a gente fazer o serviço” , disse a veterinária. Atendimento humanizado Veterinária abraçou cachorro durante atendimento em Teresina Reprodução Pessoal Gheysa contou sobre a assistência dos bombeiros que atenderam o chamado. Segundo ela, os profissionais se dispuseram a ficar o tempo que fosse necessário para fazer a remoção do osso. "Eles foram muito atenciosos e tiveram empatia com a situação pra resolver da forma menos traumática pro Floki" , lembrou Gheysa. Sobre Lourena, ela disse que a especialista foi solícita com o caso, e estava confiante de que a ação dos bombeiros daria certo depois de abraçar o cãozinho. "A atitude dela de abraçar o Floki permitiu que ele se acalmasse e deixasse os bombeiros agirem sem que ele se machucasse e sem que fosse preciso ações mais drásticas que poderiam ser traumáticas", finalizou Gheysa. Dicas para evitar incidentes A veterinária Tabatta Arrivabene explicou que a melhor forma de evitar incidentes do tipo é dar brinquedos próprios para animais, vendidos em petshops. Tabatta ainda alertou que se o animal fizer ingestão de algum objeto estranho, ele deve ser levado ao veterinário para fazer avaliação do caso e a remoção. "Evitar dar osso de qualquer forma, principalmente de galinha. Se ficar com o osso preso, deve se encaminhar ao veterinário para fazer a remoção o mais rápido possível. Se o animal ingerir algum tipo de linha, e sair uma parte nas fezes, não puxar, pois pode machucar. E deve evitar também dar objetos pequenos como tampas, pro animal brincar", concluiu Tabatta. ???? Confira as últimas notícias do g1 Piauí ???? Acompanhe o g1 Piauí no Facebook, no Instagram e no Twitter VÍDEOS: Assista às notícias mais vistas da Rede Clube a


Fonte: G1 > Rio de Janeiro
https://g1.globo.com/pi/piaui/noticia/2022/07/26/cachorro-fica-com-osso-preso-na-boca-precisa-da-ajuda-dos-bombeiros-e-se-acalma-apos-abraco-de-veterinaria-em-teresina-video.ghtml


Categorias


Copyright 2013-2022 Agência Clb Digital .
Classificados da Barra LTDA, CNPJ: 28.894.203/0001-98, Av. das Américas, 18.500 Sala 211 , Recreio dos Bandeirantes, Rio de Janeiro/RJ, CEP: 22790-704 Todos os direitos são reservados. Proibido a reprodução sem a devida autorização.

Desenvolvimento: Logo - Sistemas-LS Sistemas-LS